Lançamento do Guia de Sustentabilidade do Plástico

No dia 21 de outubro, a partir das 19h, em São Paulo, será lançado o Guia de Sustentabilidade do Plástico, durante o evento BW Expo 2015. A publicação é uma realização do Think Plastic Brazil, Instituto Nacional do Plástico (INP) e Agência Brasileira de Promoção da Exportação e Investimentos (Apex-Brasil) e conta com apoio institucional do Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos (Plastivida). Para participar do evento de lançamento, faça o credenciamento gratuito aqui.

 

iF Design Awards 2016 tem inscrições abertas até 15 de outubro

premio1

O iF DESIGN AWARD, o mais conceituado e completo prêmio de design do mundo, está com as inscrições abertas para sua edição de 2016 nas disciplinas de produto, design de serviços, comunicação, embalagem, arquitetura, design de interiores e conceitos profissionais.

Um dos principais selos de excelência em design do mundo, o iF é considerado o prêmio máximo do setor. Na edição de 2015, 43 projetos brasileiros foram premiados no ano de 2015, entre eles um escorredor de louças da Martiplast, associada do programa Think Plastic Brazil. “Nós sempre estimulamos nossos associados a participarem de premiações. No segmento de utilidades domésticas, um reconhecimento internacional do design de um produto é uma vitrine poderosa”, afirma Gilberto Agrello, especialista em desenvolvimento de mercado do programa.

As inscrições para o iF DESIGN AWARD 2016 estão disponíveis via internet, até o dia 15 de outubro, e custam entre €275 e €450, dependendo da disciplina. No Brasil, o Centro Brasil Design é o escritório representativo do iF. Para mais informações, acesse os sites www.ifdesign.de e www.cbd.org.br ou entre em contato pelo telefone (41) 3076-7332.

O julgamento dos trabalhos inscritos será realizado em janeiro e a premiação ocorrerá em 26 de fevereiro de 2016, em Munique (Alemanha), no Museu da BMW. Os projetos premiados são expostos em Hamburgo, na Alemanha, e aparecem em um aplicativo disponível para download de forma gratuita. Os premiados contam também com o reconhecido selo em seus produtos e os projetos são inseridos na exposição online do iF, que recebe mais de 200 mil acessos por mês.

Curso de drawback integrado: ainda dá tempo de participar

fundoazulO Think Plastic Brazil realiza, no próximo dia 02 de outubro, um curso de drawback integrado. Com duração de um dia, o treinamento será ministrado por profissionais do Grupo V. Santos – Logística Internacional. Na programação, temas como modalidades de drawback integrado; as vantagens, os beneficiários e produtos e os resultados da operação. O curso é gratuito para associados e custa R$ 300 para não-associados. Para se inscrever, clique aqui.

Think Plastic Brazil marca presença na Pack Expo Las Vegas

andinaTermina nesta quarta-feira, 30 de setembro, em Las Vegas, nos Estados Unidos, a Pack Expo, o maior evento de processamento e empacotamento do ano. O Think Plastic Brazil liderou estande com sete empresas brasileiras por lá: Cartonale, C-Pack, Cromex, Mega Embalagens, Valfilm, Vitopel e Zaraplast. Além disso, a Sleever participou da feira com estande próprio.

Os resultados do evento você confere nos próximos dias em nossas redes sociais e na próxima edição de nosso informativo.

Planejando 2016? Conte com a gente!

calendarioO último trimestre do ano costuma ser o período em que as empresas planejam suas ações para o ano seguinte: despesas, investimentos, lançamentos, novos projetos, etc. Para quem trabalha com exportações, é hora de pensar os mercados-alvo para atuação, definir preços, montar o calendário de participação em feiras internacionais e muito mais.

Que tal contar com o apoio de profissionais especializados na hora de montar o planejamento de exportações da sua empresa? A equipe do Think Plastic Brazil está à disposição de seus associados para ajudar em diversas frentes: orientação sobre procedimentos de exportação; acesso a pesquisas e estudos de mercado; análises competitivas globais; análise de posicionamento e segmentação; mapeamento de tendências do setor; oferta de cursos, seminários e workshops para capacitação e qualificação; participação nas principais feiras internacionais do segmento e muito mais.

Para contar com o nosso suporte, entre em contato pelo e-mail faleconosco@thinkplasticbrazil.com.br. Vamos juntos planejar um 2016 de muito trabalho e sucesso!

Descubra se sua empresa está pronta para exportar

export

O Think Plastic Brasil passa a oferecer gratuitamente às empresas do segmento de transformados plásticos que não são associadas ao programa uma pré-avaliação de sua maturidade exportadora e de seus produtos. O trabalho tem por objetivo ajudar e encaminhar empresas com interesse e potencial exportador a iniciar suas atividades de comércio exterior de forma estruturada. A partir do diagnóstico da maturidade da empresa, será possível oferecer oportunidades de capacitação e qualificação aos profissionais, por meio de cursos, seminários e workshops organizados pelo Think Plastic Brazil.

As empresas interessadas em fazer a pré-avaliação deverão preencher um questionário sobre seu perfil exportador, disponível aqui. A partir dessas informações, o núcleo de inteligência e estratégia competitiva do programa irá identificar o grau de maturidade exportadora da empresa e avaliar sua participação, em caráter preliminar, de ações como um projeto comprador, em que importadores vêm ao Brasil para se reunir com empresas nacionais que exportam os produtos de seu interesse.

Uma vez confirmado o potencial da empresa e seu interesse, é possível se associar ao programa e garantir acesso ao pacote de serviços oferecidos, como participação em feiras internacionais, projeto comprador e vendedor, consultoria de equipe especializada, etc.

Para saber mais sobre a pré-avaliação, fale com o Richard Assis pelo e-mail richard.assis@thinkplasticbrazil.com ou pelo telefone (11) 97027-6508.

Não perca essa oportunidade!

República Dominicana: destino atrativo para o setor de transformados plásticos

bandeiraA República Dominicana é sinônimo de um belo litoral, charutos e rum de qualidade. Mas a ilha do Caribe que registrou o maior crescimento econômico da América Latina em 2014, junto com o Panamá, é mais que um destino turístico interessante.

Com uma população de 10 milhões de habitantes, cinco aeroportos internacionais, 12 grandes instalações portuárias e uma economia fortemente baseada em turismo e serviços, o país tem uma atividade industrial fraca e forte demanda por produtos de qualidade, inclusive os transformados plásticos.

Com base no planejamento estratégico que identificou a República Dominicana como destino prioritário para seus associados, o programa Think Plastic Brazil encomendou à HR2 uma pesquisa detalhada sobre o país e os mercados de utilidades domésticas e descartáveis; embalagens para cosméticos e fármacos; filmes BOPP e PET para conversão; insumos para agricultura; geomembranas e estruturas laminadas.

O estudo foi apresentado na sede do Instituto Nacional do Plástico, em São Paulo, no dia 10 de setembro, com a presença de 23 pessoas e representantes de 15 empresas associadas. A íntegra da pesquisa está disponível para consulta na área restrita do site do Think Plastic Brazil.

África do Sul – A ApexBrasil, por meio de sua Gerência de Inteligência e Estratégia de Negócios, disponibilizou aos associados do Think Plastic Brazil o acesso à pesquisa de mercado realizada pela entidade sobre África do Sul, Moçambique e Angola. O documento está disponível na área restrita do site do Think Plastic Brazil. Acesse e conheça mais sobre esses países!

Primeiro ano de convênio registra alta nas exportações de empresas associadas

No mês de setembro, o convênio celebrado entre Apex Brasil e o Instituto Nacional do Plástico (INP) para a manutenção do programa Think Plastic Brazil no período de 2014 a 2016 completou um ano, e o programa chega a seu 12º ano de existência. E se 2015 tem sido um ano difícil em virtude do momento econômico e político pelo qual passa o País, o balanço do programa é bastante positivo. “As empresas associadas ao Think Plastic Brazil registraram um aumento de 6,5% nas exportações nos oito primeiros meses do ano em comparação ao mesmo período do ano passado. Já as empresas não vinculadas ao programa viram suas exportações caírem 18% nesses oito meses. Além disso, ultrapassamos a marca de 90 empresas associadas, o que é algo a se comemorar”, afirma Marco Wydra, gerente-executivo do programa.

E esses não são os únicos números a celebrar. Neste primeiro ano do convênio, o Think Plastic Brazil proporcionou a seus associados a participação em sete feiras internacionais, seis edições de projeto comprador e uma de projeto vendedor, além de cursos de temas relacionados à exportação, ações que somadas representam um investimento de cerca de US$ 512 mil. O retorno em negócios gerados foi expressivo: US$4,6 milhões em negócios fechados e uma previsão de US$ 59 milhões para os próximos 12 meses em números aproximados.

Ainda como prestação de serviços aos associados, nos últimos doze meses foram realizadas três pesquisas de mercado sobre países identificados como prioritários no planejamento estratégico elaborado pela equipe do programa em parceria com as empresas: República Dominicana, Perú e Paraguai.

Mas a principal contribuição do Think Plastic Brazil aos seus associados e ao setor de transformados plásticos vai além dos resultados de um ano. “Nosso principal objetivo é disseminar entre as empresas uma cultura exportadora, para que o investimento em exportação seja permanente, respeitando seu nível de maturidade, mas não pautado apenas pela cotação do dólar”, diz Wydra.

As exportações das empresas associadas ao programa movimentaram nos primeiros 8 meses de 2015 US$ 163.632.767. Qual foi o volume da sua empresa?info1