África em pauta

No próximo dia 21 de junho, terça-feira, o programa Think Plastic Brazil recebe associados em sua sede, em São Paulo, para mais uma da série de palestras da Euromonitor. Desta vez o tema é Africa e prevê a apresentação dos perfis de Angola, Nigéria e Moçambique enquanto importadores e consumidores de artigos transformados plásticos.

A palestra é gratuita. Para participar, faça aqui sua inscrição.

 

Think Plastic Brazil realiza Projeto Comprador na Fispal Tecnologia

O Think Plastic Brazil está organizando a 48º edição de seu Projeto Comprador. O evento será realizado na feira Fispal Tecnologia, entre os dias 14 e 15 de junho, no Anhembi, em São Paulo. O evento é resultado de uma parceria entre o programa e a organização da Fispal.

São esperados nove compradores internacionais de oito origens diferentes (Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Peru e Uruguai) e com foco em alimentos e bebidas. Além disso, os participantes das rodadas de negócios poderão ainda participar de clínicas de temas voltados à exportação: logística internacional e Siscoserv.

Para participar do projeto comprador é preciso ter sido abordado pela equipe do Think Plastic Brazil, que tem as informações sobre os produtos de interesse dos compradores internacionais. Além disso, é necessário fazer o credenciamento para participação na feira pelo link disponível aqui.

Programa de Capacitação em Negócios Internacionais encerra mais uma turma

Chegou ao fim no mês de maio mais uma edição do Programa de Capacitação em Negócios Internacionais, promovido pela Escola Superior de Propaganda e Marketing e Global Jr em parceria com diversas associações setoriais, entre elas o Instituto Nacional do Plástico (INP), responsável pelo programa Think Plastic Brazil, e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Com duração de três meses, o curso tem por objetivo preparar seus participantes para elaborar estratégias de internacionalização, ajudando suas empresas nos desafios da exportação. Além de estudar disciplinas voltadas ao comércio exterior, os participantes fizeram projetos que foram avaliados por uma banca especializada. Os participantes têm direito, ainda, a três meses de consultoria.

A Juliana Rett, gerente de marketing da Dello, empresa associada ao Think Plastic Brazil, participou do curso e teve a qualidade do seu projeto reconhecida com um certificado de destaque ouro ao final do programa. “O curso foi muito rico e me permitiu entender o processo da atividade exportadora de forma sistêmica. Lá recebemos muitas informações e eles nos dão as ferramentas para atuarmos”, diz a profissional. “O que mais me surpreendeu foi que em pouco mais de três meses eu adquiri uma visão muito mais sólida da atividade em que venho atuando há um ano e meio”, contou.

E aí, ficou com vontade de fazer o curso? Haverá nova turma no segundo semestre. Para saber mais, participe do Workshop de Sensibilização para Capacitação em Negócios Internacionais, a ser realizado no dia 16 de junho, a partir das 14h, na unidade da ESPM da Álvaro Alvim, em São Paulo. O evento é gratuito e a inscrição pode ser feita aqui.

“O feedback que tivemos dos associados que participaram do PCNI nos mostrou que a decisão de apoiar o curso foi acertada. A qualificação das equipes de nossos associados é uma preocupação permanente do Think Plastic Brazil”, diz Marco Wydra, gerente-executivo do programa. O curso é exclusivo para as empresas associadas aos projetos das associações setoriais parceiras e os custos de participação são de responsabilidade dos inscritos.

 

Estratégia pós-feira é fundamental para fechar negócios

Participar de feiras internacionais consagradas é uma ação essencial no planejamento de empresas que pretendem se internacionalizar. Mas a simples presença nesses eventos não é garantia de negócios. A oportunidade de ganhar visibilidade e fazer contatos deve ser muito bem aproveitada, mas uma estratégia eficaz para o pós-evento é tão importante quanto estar lá.

“A feira é o ambiente para fazer novos contatos, apresentar os produtos e iniciar um diálogo, mas na maior parte dos casos é no pós-evento que se efetiva as vendas. É com persistência, com método, com contatos regulares que o relacionamento evolui para negócio realizado”, diz Gilberto Agrello, especialista de desenvolvimento de mercado para o segmento de artigos para casa e utilidades domésticas do Think Plastic Brazil.

Foi o caso da Vasart, empresa associada ao programa que em março deste ano participou de sua primeira feira internacional do segmento. A estreia foi na Home & Housewares, em Chicago, nos EUA. “Já tínhamos ido a várias feiras no exterior como visitantes, mas esta foi nossa primeira experiência como expositores. Valeu muito a pena, fizemos bons contatos por lá”, contou Eduardo Savazoni, diretor comercial da empresa. Ao voltar da feira, a empresa enviou proposta comercial e amostras a um dos contatos feitos na feira que se mostrou bastante interessado em seus produtos. O trabalho deu resultado: em abril a empresa fechou um pedido de USD 37 mil dólares com um comprador de Porto Rico e em maio o material foi entregue.

O mesmo vale para contatos feitos durante projetos compradores. “Nem sempre a reunião durante o Projeto Comprador resulta em negócio imediato. Isso faz parte da dinâmica do processo de compra”, conta Agrello.

E a sua empresa, o que tem feito para transformar eventos e contatos em vendas?

 

Expo Pack México: visibilidade na América Latina

Entre os dias 17 e 20 de maio, representantes de 15 empresas brasileiras associadas ao Think Plastic Brazil e parte da equipe do programa estiveram na Cidade do México, no México, para participar da Expo Pack, principal evento da América Latina para embalagens e uma excelente oportunidade de travar contato com os diferentes atores do mercado. “É uma feira muito bem frequentada e que reúne todos os públicos que nos interessam: representantes, distribuidores e usuários finais. Recebemos em nosso estande compradores da Coca-Cola, Pepsi, Mars, Nestlé Purina e do grupo mexicano Sigma, foi muito bom”, conta Cristina Sacramento, especialista de desenvolvimento de mercado para o segmento de estruturas flexíveis do Think Plastic Brazil.

As empresas brasileiras que estiveram no estande do Think Plastic Brazil foram Camargo Embalagens, Copobras, Cromex, Embalagens Flexíveis Diadema, Embaquim, GDM Plásticos, Gerresheimer, Incom, Megaembalagens, Spiltag, Terphane, Valfilm, Vitopel e Zaraplast. A feira rendeu mais de 600 contatos com representantes de dez países (Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, Índia e México) e USD 788 mil em negócios fechados durante o evento. A expectativa para os próximos 12 meses é de USD 8,4 milhões em vendas.

Esta foi a sexta participação do Think Plastic Brazil na Expo Pack México. A feira recebeu cerca de 23 mil visitantes aos seus quase mil expositores, um crescimento de 7% em relação à última edição, em 2015. A partir de 2017, Expo Pack México e Expo Pack Guadalajara passam a se alternar a cada ano. A Expo Pack Guadalajara será realizada entre 13 e 15 de junho.