Vem por aí:

1º setembro > Palestra Argentina e o Mercado de Embalagens (São Paulo – SP)

20 e 21 de setembro > 49º Projeto Comprador na Expo Brasil Feira (São Paulo – SP)

26 a 30 de setembro > Colombiaplast (Bogotá – Colômbia)

06 de outubro > Palestra EUA e o Mercado de Embalagens (São Paulo – SP)

Mercado americano de embalagens é tema de palestra em outubro

No dia 6 de outubro, às 14h, o Think Plastic Brazil recebe seus associados para mais uma palestra da prestigiada consultoria internacional Euromonitor. Na pauta, Os Estados Unidos e o mercado de embalagens. A apresentação faz parte de um ciclo de palestras oferecido pelo programa aos seus associados, com o objetivo de oferecer informação de qualidade para ajudar na tomada de decisões das empresas rumo à internacionalização. Faça sua inscrição (gratuita) clicando aqui.

palestra

Apex-Brasil lança novo posicionamento

A Apex-Brasil lançou no dia 22 de agosto o novo posicionamento do país no exterior. A campanha #BeBrasil tem por objetivo mostrar o Brasil como um país atrativo para os negócios.

O lançamento aproveitou o momento de visibilidade do Brasil com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Com as ações, o governo brasileiro pretende estreitar o relacionamento comercial com outros países e atrair investimentos estrangeiros diretos para o país. A estratégia foi construída com base em pesquisas sobre a percepção do Brasil no exterior. Serão divulgados, por exemplo, a sustentabilidade e a tecnologia presentes no agronegócio e a criatividade e inovação de setores como moda, audiovisual, design, entre tantos outros.

“Estamos hoje num mundo em que a competição é árdua e não se faz nada com êxito sem uma visão estratégica. Uma das prioridades do Governo Federal é a ênfase na abertura duradoura de novos mercados, na agenda que vai atrair novos investimentos”, disse o ministro das Relações Exteriores, José Serra, durante o evento de abertura.

O presidente da Apex-Brasil, embaixador Roberto Jaguaribe, também reforçou a importância de aproveitar este momento especial, em que o foco da atenção global está sobre o país, para o lançamento de uma campanha de reposicionamento do Brasil no mercado internacional.

“O Brasil é percebido como um país amigável, mas a imagem dos negócios ainda sofre um pouco. A nova plataforma de promoção é flexível e agregadora. Pode acomodar exportações, investimentos ou muito mais. A Apex-Brasil começa hoje esse movimento que requer esforço conjunto e será sustentado ao longo dos anos por meio de um trabalho consistente de inteligência e prospecção”, afirmou.

O secretário executivo do Programa de Parcerias e Investimentos da Presidência da República, Moreira Franco, também presente à cerimônia, ressaltou que é necessário um esforço para mostrar a capacidade de inovação e realização do brasileiro: “É indispensável que se faça esse trabalho no mundo. É preciso garantir que a produtividade que temos não se perca”.

O ministro José Serra destacou em seu discurso, ainda, que o lançamento da estratégia é o primeiro fruto da integração da Apex-Brasil ao Itamaraty. “Essa integração era indispensável, pois o trabalho de promoção de nossas exportações deve estar em perfeita sintonia com a estratégia mais ampla de nossa política externa e de nossa diplomacia econômica”, afirmou.

Na campanha de comunicação, que será veiculada no país e no exterior, serão apresentados os atributos dos setores, produtos e serviços nacionais com o uso dos conceitos: Be Brasil, Be Sustainable (Seja Brasil, Seja Sustentável), Be Brasil, Be Creative (Seja Brasil, Seja Criativo), Be Brasil, Be Innovative (Seja Brasil, Seja Inovador). A campanha usará,  de forma integrada, ferramentas de relações públicas e assessoria de imprensa, eventos, marketing, mídias sociais e publicidade e se apoiará em depoimentos e histórias reais, de compradores e investidores que estão satisfeitos com seus negócios com o Brasil.

Saiba mais sobre a campanha no site www.bebrasil.com.br.

bebrasil

Colombiaplast reunirá 15 empresas brasileiras

O Think Plastic Brazil participará, entre os dias 26 e 30 de setembro, de mais uma edição da feira Colombiaplast, na cidade de Bogotá. O estande brasileiro no evento contará com a participação de 15 empresas associadas: Copobras, Cromex, Embaquim, GDM, Globoplast, Itacorda, Jaguar, Pabovi, Parnaplast, Promoflex, Schwanke, Valfilm, Videplast, Zaraplast e Vulcan.

A Colômbia é um dos mercados-alvo do Think Plastic Brazil há quase 10 anos, desde que a América Latina foi considerada estratégica pelo programa e seus membros, em 2007. Em 2016, foi o 6º principal destino de exportações do programa entre os meses de janeiro a julho, representando um crescimento de 10,6% sobre mesmo período do ano passado. Ao todo, 38 empresas associadas ao Think Plastic Brazil fizeram negócios com o país no primeiro semestre.

A expressiva participação das empresas brasileiras do Think Plastic Brazil no mercado colombiano é resultado de uma estratégia de longo-prazo, com participação – desde 2004, nos dois principais eventos do segmento realizados naquele país: Colombiaplast e Andina Pack, que se alternam em anos pares e ímpares, respectivamente. As feiras realizadas no país são ainda excelentes oportunidades de captação de importadores para projetos compradores que o Think Plastic realiza no Brasil.

Na última participação do Think Plastic Brazil no evento, em 2014, o estande reuniu 15 empresas associadas, que realizaram 431 contatos, provenientes de 13 países.

colombiaplast

 

 

Think Plastic Brazil faz 49º PC na Expo Brasil Feira

Nove compradores internacionais já confirmaram presença no 49º projeto comprador do programa Think Plastic Brazil, que será realizado na Expo Brasil Feira, em São Paulo, nos dias 20 e 21 de setembro. Os importadores virão do Chile, Paraguai, Bolívia, Uruguai, África do Sul, Nova Zelândia e República Dominicana para se reunir com fabricantes de artigos para casa e utilidades domésticas.

Esta edição do projeto marca a estreia do Think Plastic Brazil na Expo Brasil Feira, evento consolidado no calendário do setor, com 16 anos de história.

Os participantes também poderão participar de seis clínicas de exportação sobre temas como PEIEX, análise de riscos, Inteligência de Mercado, Logística Integrada, Design, Como fazer negócios com a Amazon e CNI/Sebrae.

A programação do projeto comprador inclui ainda palestra O Design para o Consumidor: Tendências, Mercado e Inovação, do designer Rodrigo Leme, do premiado escritório Grupo Criativo. O evento, gratuito, ocorrerá no dia 20, às 18h30, no estande no Think Plastic Brazil. Você pode fazer sua inscrição no formulário disponível aqui.

expo

2º Congresso Brasileiro do Plástico será realizado em outubro

Já estão abertas as inscrições para o 2º Congresso Brasileiro do Plástico. O evento será realizado no dia 06 de outubro no teatro da PUC, em Porto Alegre (RS), e trará discussões sobre a contribuição do produto em segmentos estratégicos como saúde, sustentabilidade, inovação e tecnologia, além de seu papel na economia brasileira por meio da exportação. As inscrições podem ser feitas pelo site www.congressodoplastico.com.br e terão desconto até 31/08.congresso

Apex-Brasil tem novo presidente

O Embaixador Roberto Jaguaribe Gomes de Mattos é o novo presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Diplomata e Engenheiro de Sistemas graduado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC), Roberto Jaguaribe foi Embaixador do Brasil na China e Mongólia e junto ao Reino Unido e Irlanda do Norte e acumula vasta experiência na diplomacia brasileira, tendo ocupado também cargos de destaque em outras áreas, tais como presidente do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) – 2005 a 2007, Secretário de Tecnologia Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – 2003 a 2005 – e secretário de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento e Orçamento – 1995 a 1998.

O Presidente da Apex-Brasil é indicado pelo Presidente da República, e nomeado e empossado pelo Presidente do Conselho Deliberativo da Apex-Brasil (CDA), no caso, o ministro das Relações Exteriores, José Serra. A indicação foi feita no dia 20 de junho, pelo Vice-Presidente Michel Temer, no exercício do cargo de Presidente da República.Apex172

Inscrições para o Programa Design Export prorrogadas até 02 de setembro

Empresas brasileiras que tenham a exportação como parte de sua estratégia de negócios e que estejam interessadas em desenvolver produtos voltados ao mercado internacional têm nova oportunidade de se inscrever para o Programa Design Export, iniciativa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com o Centro Brasil Design.

Ao todo, são 108 vagas disponíveis nessa segunda chamada e as inscrições devem ser feitas até 02 de setembro de 2016 no endereço http://www.designexport.org.br/formulario-cadastramento-designexport/ . O edital com as regras de participação está disponível aqui. A seleção se dará de acordo com critérios como maturidade exportadora, porte (quanto menor o porte, maior a pontuação), processo de desenvolvimento de novos produtos e orientação para o mercado externo. Participe!

O programa – As empresas brasileiras selecionadas receberão consultorias, capacitações, apoio técnico e recurso financeiro para identificar a melhor oportunidade de inovação. Os consultores acompanharão todas as etapas do desenvolvimento do novo produto ou embalagem com a devida atenção ao processo de gestão do design criando uma cultura organizacional de inovação, design e exportação.

 

PCNI: nova turma terá início em agosto

O mês de agosto marca o início de mais uma turma do Programa de Capacitação em Negócios Internacionais (PCNI). A terceira edição do programa tem início previsto para a primeira semana de agosto e deve se encerrar em 20 de novembro, e as aulas são quinzenais. Oito empresas associadas manifestaram interesse em participar e deverão compor a turma do PCNI: Arthi, Itacordas,  Koisas de Kozinha, MGR Acessórios, Pabovi, Plasvale, Semaza e Valfilm.

O conteúdo programático do curso inclui os temas Exportação, Inteligência de Mercado, Promoção Comercial, Marketing Internacional, Negociações Internacionais e Logística e Aduana. Ao final do curso, os participantes irão preparar um projeto exportador, sobre o qual receberão feedback de especialistas.

Idealizado pelo Fórum Varejo (Abba, Abicab, Abiepan, Abigraf, Abimapi, Ibrac), o PCNI é realizado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-SP) e pela Global Jr e conta com a parceria do Instituto Nacional do Plástico (INP) e outras associações setoriais (Abilux, Abimaq, Abihpec, Abemel, Abimo, Ibravin e Abiarroz) e conta com apoio institucional da Apex-Brasil.

A última turma do PCNI encerrou as atividades em junho deste ano.

África do Sul: destino cheio de oportunidades para o Brasil

O gerente-executivo do Think Plastic Brazil, Marco Wydra, e a analista de Inteligência de Mercado do programa, Daniela Ornelas, estiveram na África do Sul entre os dias 11 e 15 de julho para uma série de reuniões e visitas com o objetivo de compreender melhor o potencial do mercado daquele país para os produtos transformados plásticos de origem brasileira. A equipe voltou animada com o que viu e já está trabalhando para colher frutos da viagem.

“A África do Sul tem muitas semelhanças com o Brasil em diversos pontos: tem um mercado sofisticado – especialmente no segmento de embalagens, tem consumidores exigentes e valoriza muito a praticidade”, conta Wydra. No entanto, a importação de produtos brasileiros dos segmentos com que o programa atua é mínima. “Os principais parceiros comerciais deles são a China, a Índia e, surpreendentemente, a Turquia”, revela.

A equipe realizou 16 reuniões com potenciais compradores e também entidades de classe locais. Entre as empresas visitadas, as redes internacionais Makro e Pick’n’Pay e as redes varejistas locais West Pack e Plastic Land se destacam, além da distribuidora Future Packaging e da Premier Foods, um dos maiores produtores de alimentos de toda a África do Sul.

Os encontros mostraram que há uma grande receptividade aos produtos brasileiros e que há potencial para o fechamento de negócios. A próxima etapa é avaliar a competitividade brasileira a partir das necessidades de cada comprador. Os impostos variam de 10% a 20%, mas são os mesmos praticados para China e Turquia. Além disso, o Mercosul tem acordo comercial com o SACU (bloco econômico de que faz parte a África do Sul) que prevê redução de impostos para a comercialização de alguns produtos. Outro fator que favorece os negócios é o fato de que todos os portos brasileiros têm linha direta com o porto de Durban, principal portão de entrada de mercadoria no país.

Estudo exclusivo – O Think Plastic Brazil distribuiu na última semana a seus associados um estudo exclusivo encomendado pela Apex-Brasil sobre as importações de uma seleção de produtos plásticos no mercado da África do Sul. A lista contém os NCMs de uma variedade de artigos para casa, embalagens rígidas, embalagens flexíveis, tubos e canos, peças para uso em refrigeração e aquecedores e peças para uso em motores. O documento traz, ainda, o detalhamento das tarifas de importação por NCM para os produtos selecionados.