O Think Plastic Brazil apoia o desenvolvimento empresarial e fornece atividades de suporte em Comex, por meio de parcerias de serviços aos participantes.

  • Informações, sob demanda, sobre regulamentações internacionais, tais como alíquotas, acordos comerciais, sistemas preferenciais, etc.
  • Orientação sobre financiamentos para exportação.
  • Parceria com Aduaneiras – descontos de até 35% em todos os cursos para associados, podendo ser ainda maior (consulte-nos)
  • Parceria com as principais empresas de:
  • seguro de crédito à exportação;
  • seguro de carga;
  • freight forwarders;
  • despachantes aduaneiros;
  • analise de riscos internacionais (10% de descontos em relatórios internacionais);
  • transporte Internacional de cargas rodoviárias com descontos de até 30%, para cargas até 4.000 kgs e para cargas FULL sob análise;
  • courier, parcerias com UPS e FEDEXcom descontos de até 84% em envios de amostras, documentos e cartas. 

Siga as redes sociais Think Plastic Brazil

Novidades estão no ar nas mídias sociais do Think Plastic Brazil! Depoimentos de empresários, coberturas de feiras e eventos e muitas, muitas fotos complementam os conteúdos do projeto no Facebook, Linkedin e Instagram (@ThinkPlasticBrazil). Siga nossas mídias sociais, utilize a hashtag #ThinkPlasticBrazil e fique por dentro de todos os nossos projetos!

Recicle plástico e troque por benefícios

É difícil de acreditar que garrafas e outros lixos plásticos possam render mais que dinheiro para aqueles que os recolham. Mas essa é uma realidade cada vez mais próxima. Prova disso está na Plastic Bank, empreendimento social fundado por David Katz e Shaun Frankson em 2015.

Em funcionamento no Haiti, Filipinas e Brasil, a Plastic Bank transforma plástico recolhido em dinheiro, bens de consumo e até serviços. O funcionamento é simples: coletores cadastrados pela empresa levam o plástico recolhido até seus centros de coleta. Lá, após serem pesados, eles podem ser trocados por dinheiro, itens ou mesmo moeda virtual.

“Seguro saúde, wi-fi e minutos para falar no celular são alguns exemplos de itens que podem ser adquiridos”, explica Katz, salientando que o valor médio ganho diariamente pelos coletores é de US$ 5 – o que, no caso do Haiti, onde a maioria da população recebe US$ 2,41 por dia, faz a diferença.

Posteriormente o plástico é encaminhado para centros de reciclagem, destino semelhante ao do material levado para as máquinas coletoras da Retorna Machine, o primeiro projeto da empresa Triciclo, cujo foco é o desenvolvimento de soluções sustentáveis para problemas práticos.

Instaladas e estações de metrô de São Paulo, elas permitem que qualquer um troque garrafas PET e latinhas de alumínio por pontos que podem ser trocados por descontos na conta de luz ou créditos no Bilhete Único, por exemplo. Cada garrafa PET vale 10 pontos e cada latinha 15. A cada 100 pontos quem colaborar pode optar por um desconto de 27 centavos na conta.

E se hoje as máquinas só recebem latas e garrafas, no futuro a empresa planeja incluir o recolhimento de potes de cosméticos e margarinas, assim como embalagens plásticas de outros produtos. Tudo para ajudar o meio ambiente.

Via Época Negócios

Brasil se prepara para Ambiente e Home & Housewares 2019

O Think Plastic Brazil estará presente na feira Ambiente 2019 e Home & Housewares 2019, que acontecem respectivamente de 8 a 12 de fevereiro em Frankfurt (Alemanha) e de 2 a 5 de março (Chicago).

A Ambiente é o local onde os negócios e criatividade se unem – e onde os visitantes se conectam com marcas globais do segmento. Um evento que apresenta as últimas tendências, promove cerimônias de premiação, palestras e eventos com especialistas do setor e designers famosos. A Ambiente também é um importante centro de divulgação de temas especiais, como Contract Business, HoReCa e Ethical Style, além de ser a maior plataforma de terceirização fora da Ásia para negócios de alto volume.

A Home & Housewares é a voz de 80 anos da indústria de utilidades domésticas, que representou US$ 355,4 bilhões no varejo mundial em 2016 (U$ 87,1 bilhões no varejo nos EUA). Esta é a principal exposição mundial de produtos para o lar e oferece a suas 1.700 empresas expositoras uma ampla gama de serviços.

Workshop foca competitividade e comunicação internacional

O Think Plastic Brazil realizou Workshop: Como ganhar Competitividade e se comunicar com o Mercado Internacional, com casa cheia dentro da sede do INP. O encontro promoveu mecanismos de competitividade, seguro de crédito para exportação, financiamentos vinculados à exportação, ferramentas de proteção cambial bem como apresentou um panorama de branding global capaz de atingir níveis diversos de posicionamentos de comunicação.

Think Plastic Brazil leva empresas ao Oriente Médio

Empresários brasileiros estiveram, junto ao Think Plastic Brazil, em missão comercial ao Oriente Médio, de 21 a 28 de novembro de 2018, pelo Catar e pelos Emirados Árabes. O trabalho foi realizado em parceria com a Câmara Árabe e tem como objetivo aproximar o mercado de plásticos brasileiro de potenciais compradores em países como Emirados Árabes Unidos e Oriente Médio. As empresas Alfamec, Astra, Indústria Bandeirantes, IVPlast, Plasutil, Promaflex, Sansuy e São Bernardo apresentaram seus produtos aos compradores internacionais e participarão das atividades de mercado. O programa Think Plastic Brazil é realizado pelo INP (Instituto Nacional do Plástico) em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

Mercado árabe

O setor de construção civil desponta como um dos principais indutores do processo de diversificação das economias nos países árabes, principalmente os exportadores de petróleo da região do Golfo Arábico. Já mundialmente reconhecido como um país com grande desenvolvimento desse setor, os Emirados Árabes Unidos surgem como local onde grandes investimentos têm sido realizados, abarcando desde projetos de infraestrutura, passando por construções habitacionais e comerciais, até vultuosos empreendimentos voltados ao turismo e lazer.

O Catar, por sua vez, atravessa duas situações distintas nas quais a atenção do mundo se volta para ele. Além da alta demanda de projetos de infraestrutura e construção civil, a realização da Copa do Mundo de 2022 também trouxe novas oportunidades no setor de construção principalmente de hotéis, restaurantes, modernização e construção de novas cidades e dos próprios estádios e instalações do evento.

Outro fator que torna o Catar uma grande opção de negócios e investimentos é o embargo econômico por terra, mar e ar decretado contra o Catar pelo Conselho de Cooperação do Golfo. Esse embargo, que não afetou as relações comerciais entre o Brasil e o Catar, pode ocasionar o aumento das exportações brasileiras para o país, pois este precisará de novos parceiros comerciais para suprir o espaço deixado por hora pelos outros países do GCC.

Do lado dos Emirados Árabes Unidos, recursos financeiros para viabilizar tais projetos não são problemas. Os fundos soberanos desse país assim como os do Catar figuram entre os maiores do mundo em volume de recursos. Ambas economias figuram entre as que possuem maior PIB per capita no mundo e desfrutam de um ambiente amigável à realização de negócios. São países considerados desenvolvidos e que cada vez mais se adequam às boas práticas na realização de negócios internacionais. Para ambos, vislumbra-se ampliação e a intensificação do fluxo de comércio e de pessoas com esses países, tornando-os não só importantes vitrines dos produtos brasileiros nos países árabes e, também, aos outros países com predomínio da população muçulmana, mas também como plataforma de reexportação para Europa, África e Ásia, dados os acordos comerciais desse grupo de países.

Think Plastic Brazil completa 15 anos

Em 2018 o Think Plastic Brazil completa 15 anos, tendo realizado mais de 390 projetos: 82 feiras internacionais, 52 projetos compradores, 12 projetos vendedores, 6 missões prospectivas, mais de 40 pesquisas de mercado, mais de 10 mil atendimentos personalizados e mais de 150 cursos. Tivemos 4499 participações de empresas, 44.421 reuniões de negócios e USD101,5 milhões em negócios realizados.

Em 2018 nossos destinos principais foram Argentina (18,7% de share); Estados Unidos (11,5%); Bélgica (8,2%); Chile (8,1%) e China (6,7%). Os dados são da Apex-Brasil e trazem como período referência de janeiro a setembro deste ano. Confira os gráficos ao final do informativo.

Nosso trabalho é constante em prol da internacionalização das empresas brasileiras de plástico transformado, buscando uma ampliação de mercados e de participação. Celebramos nossos bons resultados junto a todos vocês que sempre estiveram ao nosso lado. Parabéns equipe, apoiadores, patrocinadores, participantes e colegas do Think Plastic Brazil!

Missão Comercial Think Plastic Brazil ao Oriente Médio foca em Casa e Construção

Empresários brasileiros estarão, junto ao Think Plastic Brazil, em missão comercial ao Oriente Médio, de 21 a 28 de novembro de 2018, pelo Catar e pelos Emirados Árabes. O trabalho será realizado em parceria com a Câmara Árabe e tem como objetivo aproximar o mercado de plásticos brasileiro de potenciais compradores em países como Emirados Árabes Unidos e Oriente Médio. As empresas Alfamec, Astra, Indústria Bandeirantes, IVPlast, Plasutil, Promaflex, Sansuy e São Bernardo apresentarão seus produtos aos compradores internacionais e participarão das atividades de mercado. O programa Think Plastic Brazil é realizado pelo INP (Instituto Nacional do Plástico) em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

“Um dos benefícios aos empresários será a apresentação do Estudo de Mercado sobre o Oriente Médio relacionado aos NCMs participantes na missão. Para os compradores internacionais será a chance de conhecer os produtores nacionais nas visitas técnicas a lojas e pontos de vendas de artigos para Casa & Construção; lojas de grandes superfície, lojas especializadas, Portos, Zonas Livres, Consulados e outras entidades governamentais e privadas”, explicou Gilberto Agrello, especialista do Think Plastic Brazil e responsável pela organização da Missão.

O período escolhido para a Missão é simultâneo à Feira Big5: www.thebig5.ae, que terá visita técnica acompanhada dos especialistas do programa de exportação. Serão realizados também seminários de capacitação sobre temas de competitividade regional e cultura comercial, nos dois países a serem visitados.

Mercado árabe

O setor de construção civil desponta como um dos principais indutores do processo de diversificação das economias nos países árabes, principalmente os exportadores de petróleo da região do Golfo Arábico. Já mundialmente reconhecido como um país com grande desenvolvimento desse setor, os Emirados Árabes Unidos despontam como local onde grandes investimentos têm sido realizados, abarcando desde projetos de infraestrutura, passando por construções habitacionais e comerciais, até vultuosos empreendimentos voltados ao turismo e lazer.

O Catar, por sua vez, atravessa duas situações distintas nas quais a atenção do mundo se volta para ele, além da alta demanda de projetos de infraestrutura e construção civil, a realização da Copa do Mundo de 2022 também trouxe novas oportunidades no setor de construção principalmente de hotéis, restaurantes, modernização e construção de novas cidades, além dos próprios estádios e instalações do evento.

Outro fator que torna o Catar uma grande opção de negócios e investimentos é o embargo econômico por terra, mar e ar decretado contra o Catar pelo Conselho de Cooperação do Golfo. Esse embargo, que não afetou as relações comerciais entre o Brasil e o Catar, pode ocasionar o aumento das exportações brasileiras para o país, pois este precisará de novos parceiros comerciais para suprir o espaço deixado por hora pelos outros países do GCC.

Do lado dos Emirados Árabes Unidos, recursos financeiros para viabilizar tais projetos não são problemas. Os fundos soberanos desse país assim como os do Catar figuram entre os maiores do mundo em volume de recursos. Ambas economias figuram entre as que possuem maior PIB per capita no mundo e desfrutam de um ambiente amigável à realização de negócios. São países considerados desenvolvidos e que cada vez mais se adequam às boas práticas na realização de negócios internacionais. Para ambos, vislumbra-se ampliação e a intensificação do fluxo de comércio e de pessoas com esses países, tornando-os não só importantes vitrines dos produtos brasileiros nos países árabes e, também, aos outros países com predomínio da população muçulmana, mas também como plataforma de reexportação para Europa, África e Ásia, dados os acordos comerciais desse grupo de países.

Indústria Brasileira de Plásticos Transformados na Pack Expo International Chicago

Os fabricantes brasileiros apresentaram seus produtos na Pack Expo International Chicago, que aconteceu de 14 a 17 de outubro de 2018 no Mcormick Place, em Chicago. Houve a participação das empresas brasileiras: Ágilbag, Electroplastic, Europackne, FFS Filmes, GDM Plásticos,  Parnaplast, Valfilm, Videplast, Vitopel e Zaraplast.

As empresas declaram ter feito 386 contatos comerciais, 08 negócios realizados na feira no valor de USD 960 USD mil e perspectiva de realizar negócios para os próximos 12 meses no valor de USD 6,5 MI. Os contatos comerciais foram provenientes de 13 diferentes países: EUA, Canadá, México, Colômbia, Chile, Costa Rica, Porto Rico, Guatemala, Reino Unido, Argentina, Nova Zelândia, Índia e China.

Carta Editorial: Think Plastic Brazil inicia a formulação de planejamento estratégico para 5 anos

A cada biênio, o INP (Instituto Nacional do Plástico) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) formulam o Planejamento Estratégico para as ações de fomento às exportações que o Programa Think Plastic Brazil executará nos próximos 2 anos. Neste momento iniciamos a formulação de um planejamento estratégico com horizonte de cinco anos (2019-2023) e, dentro dele, as ações do novo Ciclo Estratégico (convênio com Apex-Brasil para o período dos próximos 2 anos – 2º semestre/2019 – 1º semestre/2021).

Para definir os mercados de atuação o programa de exportação realizou uma pesquisa online que definirá 40 potenciais países-alvos para serem estudados. Dia 31 de janeiro de 2019 as empresas participantes terão reuniões presenciais na sede do INP para validar qualitativamente estes mercados. Na sequencia uma pesquisa online realizará o levantamento dos ambientes externo (oportunidades e ameaças) e internos (pontos fortes e fracos), informações que servirão como apoio para a formulação das estratégias e escolha dos projetos que poderão ser executados para desdobrar tais estratégias, como por exemplo: feiras internacionais, projetos compradores, missões internacionais, cursos, ações de inovação e sustentabilidade, etc.

A empresa de Consultoria e Gestão Estratégica chmcorpp ( www.chmcorpp.com.br ) é a responsável por formular os planos estratégicos, táticos e operacionais. Acompanhe o processo e fique atento aos resultados.