Notícias

Associados registram crescimento nas exportações em 2015

Enquanto para alguns o ano de 2015 foi sinônimo de preocupações, queda nas vendas e até mesmo crise, o programa Think Plastic Brazil encerrou o período com resultados positivos: crescimento das exportações das empresas associadas, aumento no quadro de associados, bom volume de negócios durante os eventos de que participou. “Crise no mercado interno leva muitas empresas a buscarem a exportação de seus produtos como alternativa. Enquanto as empresas não apoiadas registraram queda de 16,7% nas exportações, nossos associados mantiveram saldo positivo mês a mês, fechando o ano com um crescimento de 6,2%.”, comemorou Marco Wydra, gerente-executivo do Think Plastic Brazil. “Nesse momento de comemoração não podemos esquecer de sensibilizar as empresas que aderem ao programa sobre a importância da continuidade do esforço exportador. Entendemos que a exportação não deve ser vista como uma oportunidade momentânea e sim como um processo continuo que faz parte da estratégia empresarial”, completou. O programa encerrou o ano com 90 empresas exportadoras entre seus associados, trabalhando com 86 destinos para seus produtos. As ações promovidas pelo programa durante o ano geraram USD 7,1 milhões em resultados diretos, durante sua realização.

Priorização de mercados

A última semana de 2015 foi de muito trabalho para a equipe do Think Plastic Brazil, Apex-Brasil e associados que se dispuseram a participar das reuniões de priorização de mercados para o biênio 2017-2018.

As discussões foram realizadas em grupos para os dois segmentos com que trabalhamos: estruturas flexíveis e artigos para casa e utilidades domésticas. Na ocasião, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer dados quantitativos e qualitativos dos 40 mercados inicialmente indicados pelos associados do programa em consulta feita no mês de novembro. “Foi um exercício interessante, como muita troca de informação e opiniões. A definição desses mercados ajuda o programa e seus associados a planejar sua atuação estratégica nos próximos anos”, afirmou Wydra.

Os mercados definidos como prioritários foram:

  • Estruturas flexíveis: Argentina, Chile, Estados Unidos, Colômbia, México e Espanha (secundário)
  • Artigos para casa e UD: Argentina, Panamá, Estados Unidos, Colômbia, México e Emirados Árabes Unidos (secundário)

Para ter acesso às informações utilizadas na definição dos mercados, entre em contato com nosso departamento de Inteligência de Mercado pelo e-mail bi@thinkplasticbrazil.com.

Resultados 2015