Notícias

Feira: Andina-Pack – Feira vai além das embalagens e abre espaço para fabricantes de utilidades domésticas e outros

201312_FeiraAndinaPack“Eu gosto de ouvir. E aprendo muito por ouvir cuidadosamente”, dizia o escritor Ernest Hemingway. Conhecer um mercado de perto funciona da mesma maneira para os negócios. Empresas brasileiras presentes à Andina-Pack, realizada em Bogotá (Colômbia) entre os dias 5 e 8 de novembro, saíram de lá com boas perspectivas de negócios – e a maior parte delas nem era do setor de embalagens, o foco principal do evento.

JaguarBandeiranteSchwankeNaxosAnodilar e outras fabricantes de transformados plásticos e utilidades domésticas marcaram presença no espaço do Think Plastic Brazil e puderam expandir seus negócios entre parceiros sul-americanos. A Valeplast, que fabrica itens de construção e UD, por exemplo, aproveitou a viagem para “ouvir”, como diria Hemingway, ou melhor dizendo, para estreitar suas relações comerciais.

“Tivemos um resultado positivo a partir de uma ampla visão do mercado colombiano”, afirma Glauber Leal, analista de comércio exterior da Valeplast. “Desenvolvemos contatos, fechamos acordo com um representante comercial [local] e planejamos também montar um Centro de Distribuição Valeplast em Bogotá.”

A partir de bons resultados como os da Andina-Pack, a empresa diz que em 2014 mira outros mercados da região. “Estamos fazendo também prospecção de Mercado em Lima (Peru) e Buenos Aires (Argentina), que são os nossos alvos em 2014.”

Cristina Sacramento, especialista de mercado – Embalagens Flexíveis do Think Plastic Brazil, que viajou para o evento, diz que houve um forte trabalho de inteligência de mercado para fomentar parcerias e negócios das empresas brasileiras. “A feira foi boa tanto para as empresas de embalagem, mote do evento, como também para empresas de outros transformados plásticos.”

Orientação e apoio é a essência do trabalho. “Desde o começo promovemos o ‘timing’ de como trabalhar o público-alvo dos nossos associados, buscando prospects e levantando informações de estudos de mercado”, explica. E o trabalho não ficou restrito à feira – visitas técnicas a fábricas e ao varejo também estiveram na agenda das empresas brasileiras.

“As empresas que levamos não são todas de embalagens mas se deram bem no evento porque fizeram seu dever de casa, entenderam como é o mercado em que atuam”, completa Cristina.

A organização da Andina-Pack informou que cerca de 800 empresas participaram do evento, que teve mais de 20 mil visitantes, na maior edição já realizada. Em 2015 a Andina-Pack chega à 23ª edição.

Clique aqui e veja os resultados da feira.

Fonte: Think Plastic Brazil