Notícias

Feliz convênio novo!

TPB042014_04_TempoO atual convênio do Think Plastic Brazil terminará em 31 de maio, e espera-se que o novo convênio já esteja vigente em junho. Esta é a informação do gerente executivo do Programa Marco Wydra, que olha com orgulho para os dez primeiros anos de trajetória do TPB. Até a consolidação do atual convênio, ainda restam quatro ações: dois projetos compradores e duas feiras internacionais.

Marco defende que o câmbio está muito favorável para as exportações, já que o dólar está atingindo taxas atraentes para a exportação. Além da moeda atraente, o gerente coloca como prioridades nas diretrizes do Programa a sustentabilidade, a inovação e o design, buscando parcerias com universidades, escolas e renovando as parcerias com a Apex-Brasil. “Sentimos que as ações estão surtindo efeito e esperamos ampliar a base exportadora no próximo convênio. Intensificaremos também a inteligência comercial, pois essa área dá um forte respaldo a qualquer ação do Programa”, explica Marco.

Em abril, entre os 21 e 25, o Think Plastic Brazil participará pela primeira vez da feira Expomin, no Chile, um evento técnico focado em mineração e agronegócios que trará ainda mais experiências aos participantes. A participação foi uma demanda dos associados da área de flexíveis, que fornecem produtos para o segmento de mineração. “Estamos em pleno processo de planejamento estratégico para essa feira e estamos esperando que seja um sucesso”, coloca Wydra.

No mesmo mês, entre os dias 28 e 30, acontece o 38º Projeto Comprador, voltado para embalagens rígidas e flexíveis. Para a edição são aguardadas oito empresas latino-americanas para rodadas de negócios e visitas às fábricas brasileiras.


TPB042014_box_matchmaking

 

 

 

 

 

Já em maio, acontecerá uma edição especial do Projeto Comprador com foco em Utilidades Domésticas, nos dias 5 e 6, que reunirá quatro setores brasileiros de produção – plásticos, metais e vidro. E entre os dias 8 e 14, acontece a Interpack, maior feira de embalagens do mundo, que é realizada a cada três anos, em Dusseldorf, na Alemanha. E o Think Plastic Brazil participará com um estande de 90 metros quadrados.

Para o novo convênio entrar em vigência é aguardada a aprovação das contas prestadas à Apex-Brasil e outros envolvidos no INP (Instituto Nacional do Plástico), instituição que coordena o Programa. Para tornar o processo democrático, também é realizada uma reunião de planejamento estratégico entre o Programa e os associados, para que possa ser entendida a demanda para o novo convênio. “Estamos trabalhando fortemente para incluir ações inovadoras, de acordo o perfil exportador de cada um. Pensamos ‘fora da caixa’, queremos ações diferenciadas que atendam as características dos associados que temos no Programa”, completa.

O gerente ainda pontua ainda os fundamentos primordiais do Think Plastic Brazil: capacitação, suporte operacional; inteligência de mercado; estratégia; comunicação internacional e inteligência de mercado comercial.

 

Fonte: Think Plastic Brazil