O Setor de Transformados Plásticos

Os principais produtos do setor são divididos entre estruturas flexíveis e estruturas rígidas.

Os materiais plásticos convencionais são de origem fóssil, base petroquímica que apresenta alta resistência e durabilidade. Da extração do petróleo obtém-se a nafta que é a fração mais relevante para o setor petroquímico. A nafta é matéria-prima para produção de eteno, propeno, butadieno, benzeno, tolueno e xileno, insumos para a fabricação dos principais tipos de polímeros usados na indústria de transformação.

Bioplásticos são materiais plásticos cuja origem das matérias-primas é renovável, ou seja, são provenientes do milho, da cana-de-açúcar, da beterraba e esses materiais podem ser ou não biodegradáveis. Exemplo é o polietileno obtido do etanol via cana-de-açúcar que é um bioplástico, mas não é biodegradável. Plásticos biodegradáveis são aqueles que ao término de seu ciclo de vida são modifcados física ou quimicamente pela ação de microrganismos, sob certas condições de calor, umidade, luz, oxigênio e nutrientes orgânicos adequados.

Fonte: Perfil ABIPLAST 2017

 

O Brasil em números