Comitê Gestor

APEX-BRASIL

O desenvolvimento do Brasil em bases sólidas exige que as exportações aumentem significativamente. O Governo e a iniciativa privada chegaram a fixar uma meta de exportações para o ano 2002: US$ 100 bilhões. Para atingir esta meta o Governo Federal criou o Programa Especial de Exportações – PEE e a Apex-Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Responsável pela política de promoção comercial do Brasil, a Agência tem como meta estimular a exportação de bens e serviços e a imagem do país, contribuindo para o desenvolvimento das empresas brasileiras.

A Apex-Brasil apoia as seguintes ações, sempre em parceria com o setor privado: capacitação e treinamento de; pesquisas de mercado; rodadas de negócios; informação comercial; e participação em feiras e seminários, identificação de setores estratégicos para a exportação, fortalecimento da MARCA BRAZIL, adequação de processos (tecnologia, certificação etc.) e adequação de produtos (embalagem, design etc.), entre outras.

ABIQUIM

A Associação Brasileira da Indústria Química – ABIQUIM, fundada em 1964, tem com missão promover o desenvolvimento sustentável da indústria química instalada no País, com vistas à ampliação da produção e da competitividade, à geração de empregos e renda e ao aprimoramento da qualidade dos produtos, incentivando o respeito ao meio ambiente e contribuindo para a saúde e o bem-estar da sociedade brasileira.

Os produtores de resinas termoplásticas integram o quadro de empresas associadas à ABIQUIM e formam a Comissão Setorial de Resinas Termoplásticas – Coplast, que acompanha o desempenho do segmento. Essas empresas também mantêm na ABIQUIM, o Programa Plastivida, que busca estabelecer e fixar, perante a sociedade, a correta percepção dos plásticos manufaturados e de sua interface com o meio ambiente, contando, ainda, com a participação das centrais petroquímicas, que são fornecedoras de matérias-primas básicas para a cadeia do plástico.

ABIPLAST

A Associação Brasileira da Indústria do Plástico – ABIPLAST foi criada em abril de 1967, com o objetivo de direcionar e integrar as ações voltadas para a melhoria da competitividade da empresa privada no cenário nacional e externo, propiciando o desenvolvimento econômico e tecnológico adequado ao contexto da internacionalização dos mercados.

A ABIPLAST tem mantido e assegurado a representatividade dos seus associados através do acompanhamento do setor em seus diversos segmentos, implementado ações nas áreas tecnológicas, comércio exterior, tributária e jurídica, garantindo a atividade industrial nos níveis de sua necessidade.

INP – Instituto Nacional do Plástico

O Instituto Nacional do Plástico – INP surgiu, em 1989, devido às necessidades, decorrentes da globalização, de tornar o setor brasileiro de plásticos mais competitivo frente à concorrência internacional. Como entidade tecnológica setorial, seu objetivo maior é ser a vertente tecnológica da cadeia produtiva do plástico.

A força e representatividade do INP resultam da união das mais importantes entidades de classe ligadas ao plástico: a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas – Abimaq, a Associação Brasileira da Indústria do Plástico – Abiplast, a Associação Brasileira da Indústria Química – Abiquim e o Sindicato das Indústrias de Resinas Sintéticas do Estado de São Paulo – Siresp. Com essas entidades, o Instituto engloba as quatro vertentes que formam a cadeia produtiva do plástico: os produtores de matérias-primas (monômeros), os produtores de resinas, os transformadores de plásticos e os fabricantes de máquinas e de equipamentos para transformação de polímeros.

A qualificação de mão-de-obra; o fomento à exportação; o acesso e a difusão das mais modernas tecnologias, em especial às pequenas e médias empresas; a normalização e a avaliação da conformidade de nossos produtos compõem o rol de serviços prestados pelo INP que contribuem para o desenvolvimento da Indústria do Plástico no Brasil.