Brasil amplia investimentos para incentivar exportação e internacionalização dos Transformados Plásticos

Think Plastic Brazil

Ricardo Segovia, Presidente da Apex-Brasil, assina renovação de convênio com Instituto Nacional do Plástico ampliando em 43% os recursos para o Programa Think Plastic Brazil

As vendas internacionais de produtos transformados plásticos brasileiros destinados às verticais Utilidades Domésticas, Embalagens, Agrobusiness e Construção Civil estão no foco de investimentos do Governo Federal para o próximo biênio. Um novo convênio para o período 2019 – 2021 foi assinado nesta sexta-feira (29/11/2019) pelo presidente da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), Contra-Almirante Sérgio Segóvia, ampliando em 43% os recursos disponibilizados para as ações de incentivo às exportações e internalização das indústrias do setor.

“É uma satisfação estar aqui presencialmente para a renovação do convênio com o INP que dará continuidade às ações do Think Plastic Brazil nos próximos dois anos. O Programa alcançou excelente resultados nos últimos 16 anos e desejamos que a internacionalização de empresas continue a pleno vapor no próximo biênio na frente das verticais de: Utilidade Domésticas, Construção Civil, Agrobusiness e Embalagem”, disse o presidente da Apex-Brasil.

“Hoje é um dia histórico pela importância do Think Plastic Brazil no incentivo às exportações do plástico. Temos uma oportunidade grande de incentivar essas vendas internacionais para superarmos as metas, trazendo competitividade para a cadeia nacional do plástico”, afirmou José Ricardo Roriz Coelho, presidente do Conselho Deliberativo do INP.

“A cerimônia de assinatura do convênio entre Apex-Brasil e INP é um marco importante, pois reforça os objetivos do programa em todas as suas verticais. Estamos em um momento de busca por novas oportunidades de crescimento nas vendas internacionais. Depois de muitos anos conquistamos a oportunidade de aumento das ações do programa com o maior aporte de recursos, o que trará caminhos para o aprimoramento das exportações”, falou Edson Terra, presidente do INP e vice-presidente da Braskem.

As ações deste convênio terão como foco os mercados da América do Norte (Canadá, Estados Unidos e México), América Central (Costa Rica e Cuba), América do Sul (Argentina, Chile, Colômbia e Peru), Europa (Espanha), África (África do Sul e Quênia) e Oriente Médio (Emirados Árabes Unidos).

 

Sobre o Think Plastic Brazil

O Programa Think Plastic Brasil foi criado em dezembro de 2003, quando a cadeia brasileira de plásticos integrados foi selecionada como uma das 10 maiores do mundo e reconhecida por sua alta tecnologia, assim como a capacidade de seus recursos humanos. O projeto foi realizado em colaboração a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e sob a coordenação do Instituto Nacional do Plástico (INP), para promover a exportação de produtos plásticos transformados.

Representando 23,8% das exportações do setor de transformados plásticos o Programa Think Plastic Brazil apoia nacionalmente mais de 130 empresas beneficiárias das verticais: Utilidade Domésticas, Construção Civil, Agrobusiness e Embalagem, e conta com 43 potenciais parceiros ligados à cadeia do setor de transformados plásticos. Nos últimos 16 anos o Think Plastic Brazil atuou diretamente em 18 países, e focará as próximas atividades nos mercados da América do Norte (Canadá, Estados Unidos e México), América Central (Costa Rica e Cuba), América do Sul (Argentina, Chile, Colômbia e Peru), Europa (Espanha), África (África do Sul e Quênia) e Oriente Médio (Emirados Árabes Unidos).

www.thinkplasticbrazil.com