Fabricante de eletroportáteis Mondial vai investir R$ 47 milhões para nacionalizar produção de itens vindos China

Setor Plástico

Reportagem do O Estado de  S. Paulo publicada ontem aponta que “Dólar em alta e efeito pandemia fazem fábrica apressar investimento” e cita exemplo da Mondial,maior fabricante brasileira de liquidificadores, ventiladores e cafeteiras, entre outros itens, que acelerou os planos de nacionalização de eletroportáteis.

Segundo a notícia de Márcia de Chiara, “a companhia está investindo R$ 47 milhões, de recursos próprios, na ampliação da capacidade de produção da sua fábrica instalada em Conceição do Jacuípe, no Recôncavo Baiano. Lá, serão produzidas batedeiras, caixas de som e ventiladores de grande porte usados em comércios e igrejas, por exemplo. Até agora, esses itens eram importados da China. A fabricante vai também estrear na produção de cooktops e estuda a nacionalização de outros eletroportáteis, que atualmente compra do gigante asiático”.

Confira a reportagem completa: https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,dolar-em-alta-e-efeito-pandemia-fazem-fabrica-apressar-investimento,70003252004