Circlepack 2024 gera expectativa de US$ 1,9 milhões de novos negócios

Feira Internacional

A delegação de empresas brasileiras participantes da Circlepack 2024, um dos principais eventos de embalagens do país sul-americano, obteve resultado positivo em prospecção de novos negócios, reiterando o potencial do Chile como um mercado alvo para as empresas brasileiras. As seis empresas que estiveram na feira são associadas ao Think Plastic Brazil, portfólio de soluções para o setor de produtos transformados em plástico no processo de industrialização para os mercados-alvos, realizado por meio de uma parceria entre a ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e o INP (Instituto Nacional do Plástico).
“A Circlepack se confirmou como um excelente espaço para que empresas brasileiras explorem o mercado sul-americano com seus produtos inovadores e sustentáveis, que já são reconhecidos no norte global”, destaca Carlos Moreira, diretor-executivo do Instituto Nacional do Plástico e de projetos do Think Plastic Brazil. A expectativa é que US$ 1,9 milhão de novos negócios sejam concretizados nos próximos 12 meses.
O evento certamente abriu oportunidades importantes de negócios e investimentos para as seis empresas que participaram da feira ao longo dos três dias de evento. No total, mais de 37 novos contatos foram realizados. “Muitas prospecções foram feitas e já estamos realizando orçamento para cinco destas, que têm chances de se tornarem clientes com pedidos recorrentes. Estamos animados com essa perspectiva”, diz Maurício Goulart, gestor de exportação da Copobras.
Já a Parnaplast, que tem conhecimento do mercado chileno, teve a oportunidade de se aproximar ainda mais dos clientes já conquistados no Chile e buscar novos negócios junto a eles. “A participação na feira foi muito positiva para estreitar relações com os nossos parceiros do país e nos atualizar sobre as tendências de produtos de cadeia sustentável que o mercado de lá também está em busca”, pontuou Bruno Polidoro, vendedor técnico de exportação.


Sobre o Think Plastic Brazil

O Think Plastic Brazil foi criado em dezembro de 2003, quando a cadeia brasileira de plásticos integrados foi selecionada como uma das 10 maiores do mundo e reconhecida por sua alta tecnologia, assim como pela capacidade de seus recursos humanos. O projeto é realizado em parceria com a ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), sob a coordenação do Instituto Nacional do Plástico (INP), para promover a exportação de produtos plásticos transformados.

www.thinkplasticbrazil.com

Sobre o INP

Fundado em 1989, o Instituto Nacional do Plástico (INP) surge em meio ao processo de globalização e da necessidade de tornar o mercado plástico mais competitivo internacionalmente. Sua força e representatividade se dão devido à união da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), da Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM) e do Sindicato das Indústrias de Resinas Sintéticas no Estado de São Paulo (SIRESP).
O objetivo do INP, como entidade tecnológica setorial, é ser a vertente de toda a cadeia produtiva do plástico no Brasil. Para isso, a entidade mantém um extenso programa de qualificação da mão de obra, promove o acesso às mais modernas tecnologias, em especial às pequenas e médias empresas, e desenvolve Normas Técnicas para a fabricação de produtos com melhor qualidade.​
Sobre a ApexBrasil

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. Para alcançar os objetivos, a ApexBrasil realiza ações diversificadas de promoção comercial que visam promover as exportações e valorizar os produtos e serviços brasileiros no exterior, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira entre outras plataformas de negócios que também têm por objetivo fortalecer a marca Brasil.